Friday, December 08, 2006

8 de Dezembro Dia da Familia

Ainda que os pais falassem a língua dos anjos, se não tiverem coragem, firmeza e amor, nada ensinariam a seus filhos.
Ainda que os pais trabalhassem noite e dia, ensinassem todos os saberes e virtudes, mostrassem todos os caminhos, partilhassem toda sua história de vida e toda sua fé, se não tiverem a paciência, a sabedoria e o amor, nada deixariam a seus filhos.
Porque só o amor ensina, convence, amadurece, une, perdoa, cura, respeita, cria uma família.

13 comments:

david santos said...

Olá!
É verdade, Teresa, só o amor!
Só ele nos pode preencher os vazios.
Com ele dentro de nós, sem que nos tenhamos de esforçar para o manter, estamos preenchidos.
Obrigado, Teresa.
Um bom texto, parabéns.
Até sempre.

Jonice said...

Verdade.

Alexandra Caracol said...

Aplaudo tudo o que escreveu aqui.

Eu partilho da mesma maneira de pensar.

Meu nome é Alexandra Caracol sou escritora e amiga do David Santos.

Permita-me a ousadia de lhe desejar um Feliz Natal convidando-a a visitar o meu post acerca do Natal em:

http://violada_mas_nao_vencida.blogs.sapo.pt/11770.html

Bem haja

Alexandra Caracol

elsa nyny said...

Olá Teresa!!

È isso mesmo! O mais importante de tudo é mesmo o Amor, se o tivermos em nós, todos o sentirão! E tudo à nossa volta será envolvido nesse amor!!!

Muita força!!
beijinhos!!!
:))

Conceição Bernardino said...

Olá Teresa esse sentido de amor é profundo só ele poderá mover montanhas entre os humanos e a vida um beijinho grande belo blog...
Conceição Bernardino

Anonymous said...

Olá Teresa. Amor...será tal como a amizade, o que une as pessoas, mesmo que distantes, estejam.
Amor, amizade, fraternidade, solidariedade...são sentimentos que nunca devemos, deixar acabar...
Um beijo até sempre.
Mário Margaride.

http://avano2006.blogspot.com "Canto poético"

Anonymous said...

Olá Teresa. Amor...será tal como a amizade, o que une as pessoas, mesmo que distantes, estejam.
Amor, amizade, fraternidade, solidariedade...são sentimentos que nunca devemos, deixar acabar...
Um beijo até sempre.
Mário Margaride.

http://avano2006.blogspot.com "Canto poético"

Pe. Vítor Magalhães said...

David santos aconselhou-me visitar,... para mostrar o meu trabalho,... vindo aqui mais vezes pode ser que eu pratice o inglês

MRelvas said...

Olá Teresa,é lindo o seu blog...este post fala-nos do amor...que belo...o amor.

O amor é tudo...tristeza,alegria,choro,riso.pujança,fadiga,doença...em todas estas palavras temos amor e falta dele...

Tudo é amor.

Mas para termos amor temos que ser tolerantes,muita amizade acima de tudo.Faltam tanto,hoje, cada vez mais os amigos,a verdadeira amizade...mas não vou aborrecê-la com tal.


É lindo ver uma portuguesa escrever em português nos STATES!

Virei mais vezes,venha conhecer e rever o seu Hino Nacional-A Portuguesa.Venha ver coisas bonitas e outras tristes no blog Arômas de Portugal.Enfim é amor...

A PÁTRIA-PORTUGAL

«[. . .] a Pátria não se escolhe, acontece. Para além de aprovar ou reprovar cada um dos elementos do inventário secular, a única alternativa é amá-la ou renegá-la. Mas ninguém pode ser autorizado a tentar a sua destruição, e a colocar o partido, a ideologia, o serviço de imperialismos estranhos, a ambição pessoal, acima dela. A Pátria não é um estribo. A Pátria não é uma ocasião. A Pátria não é um estorvo. A Pátria não é um peso. A Pátria é um dever entre o berço e o caixão, as duas formas de total amor que tem para nos receber.»
Prof. ADRIANO MOREIRA, O Novíssimo Príncipe.

B
E
I
J
I
N
H
O
S MÁRIO RELVAS

Menina_marota said...

O Amor em todas as suas vertentes!
Esse sentimento que une e corta distância!

Adorei as suas palavras.

Deixo um abraço e que a Vida lhe sorria.

Beezzblogger said...

Ai o Amor, sem ele não somos nada, mas por ele somos capazes de perder tudo, ai o Amor...

Bonito este texto Teresa, continue, aí nos EUA a levar a palavra Portugal, a toda a parte, obrigado pelo Amor, a Portugal.

Abraços

Beezzblogger

JOSÉ FARIA said...

Olá Amiga, Teresa Calcão.

Cheguei cá a convite do meu amigo David Santos, como eu "membro" da família A Voz do Povo"

Como cá chegou, não sei, mas para mim é um prazer chegar tão longe.
E, afinal, somente para lhe deixar o meu comentário.

Pois sempre me eduquei na defesa da família tendo-a sempre como o símbolo, ou como núcleo de qualquer sociedade.
Por isso costume afirmar vezes sem conta, que quanto melhores forem as famílias, melhores serão as sociedades.

Pois se a família é a "filha" mais pequena da sociedade e que lhe serve de exemplo e de progresso!...

Talvés por esse desejo de união e de consistência da família... com amor, é que elaborei estes dois versos às minhas filhas:

SUSANA

Sempre esperamos ver-vos mulheres,
Unidas, felizes, realizadas.
Sentimos hoje orgulho, prazeres,
Ao serem senhoras na vida integradas,
Natal é a fonte, é família, pujança,
Ano novo o renovar da esperança.


CRISTINA
Contamos sempre com teu sucesso,
Rebelde como és e persistente,
Investimos na família, no progresso:
Saudamos a paz diariamente.
Temos em ti orgulho e apreço,
Investe nos valores dessa razão,
Natal é família, amor e berço,
Ano Novo recomeço, aspiração.

Felicidades, Bom Natal e Próspero Ano Novo

José Faria

http://zemaiato.blogspot.com

A. João Soares said...

Olá Teresa
Tens o nome da minha filha! Também vim a conselho do Amigo David. E gosto do texto sobre a família e o AMOR.
O Amor e o medo são as duas baias que condicionam os comportamentos das pessoas. Aqui todos os amigos salientaram as virtualidades do Amor. Ele conduz ao bom entendimento, à Paz. O medo, pelo contrário leva à desconfiança, à ncessidade de defesa, de hostilidade, de ameaça, de inveja, tudo coisas diabólicas que só criam instabilidade e guerra.
Façamos tudo para alimentar e desenvolver o Amor entre todos os seres vivos.
Seria maravilhoso se cada um quisesse transformar o mundo num paraíso edénico. Pode chamar a isto um sonho, mas se todos quiséssemos seria uma realidade. Basta alargar este grupo de amigos que aqui estão solidários consigo.
Beijinhos
A. João Soares
http://joaobarbeita.blogspot.com