Thursday, March 20, 2008

SPRINGTIME








You can feel when spring is nearing by the breeze in the air;
It is much warmer than the breeze we used to share.

New life sprouts like flower in full bloom;
You can tell when spring is coming because you don't see gloom

You see new life forming all around this creation;
This beautiful life reminds me of a great inspiration.

The trees grow leaves so birds can make nests;
The poor Mama bird will never stop to rest.

The grass turns green when the springtime breeze drifts in;
All the cubs and bears will come out of their winter dens.

The river flows with water so blue;
Waiting for someone to swim in it, like you.

In the spring, on the prairie, you can watch the horses run';
Now you see with the springtime breeze comes a lot of fun
--Lori Waguespack

9 comments:

Amaral said...

Uma Páscoa santa e feliz!
E muitas guloseimas que inventem muitos outros doces momentos..

Jonice said...

Que delícia de poema. Have you read it aloud? It's quite a lot of fun :)

Have a happy blessed Easter, dear.

Beijinhos

JOSÉ FARIA said...

Querida amiga Teresa!
Saúde, muita saúde e alegria, até porque só se vive uma vez, é o que dizem!
Há que aproveitar.

Deixo-te alguns pormenores de forma versejada do que por cá se passa, há muitos anos, nesta e em todas as freguesias do concelho da Maia, às portas da cidade do Porto.
Mas mais precisamente na freguesia onde nasci e vivo.

O COMPASSO

Anda a sineta tão persistente,
Na freguesia sempre a tocar.
Soa aos ouvidos de toda a gente,
De todas as ruas, de qualquer lugar.

Vem o compasso, é festa é alegria,
Traz água benta, o incenso e a cruz.
E ouvem-se vozes: Aleluia!
Já todos beijam os pés a Jesus.

Entram em casas, casebres, vivendas,
Em todos os lares, de rico ou pobreta.
Em cada visita recebem oferendas,
Persistente na rua toca a sineta.

“Tenha esta casa e quem nela mora
Viver fraterno, saúde e amor!”
E logo o compasso não se demora,
Lá vai de novo com a cruz do Senhor.

Estão as soleiras atapetadas,
Há verdes, flores e rosas no chão.
E não para o sineiro as badaladas
É festa e alegria do povo cristão.

Jesus ressuscitou, Aleluia!
Salta água benta do alecrim.
Anda o compasso numa euforia,
E canta a sineta tlim, tlim
Tlim, tlim. Tlim, tlim!

Uma Santa Páscoa Feliz, mas sobretudo, saúde e muitas felicidades...sempre!
José Faria

Pedro Link said...

Olá
Uma passagem efémera para lhe desejar uma Santa e Feliz Páscoa na companhia daquels que lhe são mais queridos.
Beijinhos

mafaoli said...

É a primeira vez que aqui passo, gostei muito.
Páscoa é a passagem para a Vida.
Santa Páscoa com Jesus Ressuscitado

gaivota said...

spring time, so nice...the mushroom is just a must! and everything!
enjoy your time and have a great easter time with many sweets
beijinhos

Flor said...

As fotos que tiras e que partilhas connosco, são belas, de uma sensibilidade imensa... mostras-nos pequninas coisas, pormenores que muitas vezes nos escapam e que são tão belos.... :)

Obrigado pela partilha :D

Boa Páscoa Amiga :)

Flor com carinho

Alexandra Caracol said...

Olá Teresa,

Páscoa Feliz para ti e família.

Venho aqui partilhar um poema lindo de Meire Michelin que acabei de ler:

"Por vezes ficas em desespero, pensas que não resistirás a mais um dia;
Choras depressa, de vontade para que tudo mude rapidamente, para que possas te aliviar e respirar mais tranqüilo.
E, na pressa, acabas perdendo o foco, a real oportunidade que te é mostrada para crescer, aprender sobre ti mesmo.
Há sempre mais alguma coisa a se aprender quando as mudanças tão desejadas não te acontecem.
Costumas valorizar em demasia o que acontece fora de ti e não percebes que, muitas vezes, não importa o que aconteça, mas importa a lição que aprendes com cada momento que te é dado.
Dentro de ti a tua luz brilha e contempla com alegria o teu percurso.
Portanto, não te angusties se o que desejas ainda não te foi dado;
Se pelo que sofres ainda não recebeste alívio;
Se o que te negas a mudar ainda não te fez compreender a importância de te permitires ser moldado pela própria vida.
Não te preocupes, apenas silencia e te permitas estar em paz por um momento.
A vida ensina aos poucos, para que tu tenhas tempo de te moldares aos planos do teu Criador.
A vida ensina aos poucos para que
não venhas a ter medo e fechar a tua porta novamente para as múltiplas possibilidades que tens de crescer e ser feliz.
Vai com tua calma e desiste de fazer planos de perder-te de ti mesmo, pois tua missão é estar consciente, saudável e definitivamente iluminado pela tua própria vontade de estar em conexão com o teu coração."

Beijinhos com amizade

Alexandra Caracol

Ana said...

Tu escreves também poemas? És fantástica querida!
Beijos do tamanho do teu Mundo,
Ana